BB Cream Oil Control – Maybelline

Se você, assim como eu, tem a pele do rosto oleosa sabe que bases, BB Creams e CC Creams costumam piorar a oleosidade da nossa pele principalmente com o decorrer do dia. Já imaginou como seria ter um BB Cream 8 em 1 com controle de oleosidade? A Maybelline pensou e atualmente ele é o meu achado preferido.

O que o produto promete?

BB Cream 8 em 1 Anti-imperfeições com 2% de Ácido Saticílico, que ajuda a combater as imperfeições da pele oleosa. Pele com aparência mais saudável dia após dia.

1. Controle de oleosidade; 2. Efeito Mate; 3. Reduz imperfeições em 4 semanas*; 4. Cobertura perfeita e natural; 5. FPS 15; 6. Hidrata e suaviza; 7. Oil Free; 8. Se adapta ao tom da pele.

* Aplicação clinica em 55 voluntários

O que achei do produto?

A embalagem possui um design muito bonito, ele é menor que outros BB Creams do mercado, como por exemplo o da Loreal que possui 50ml, diferentemente do Oil Control que contém apenas 30ml. O cheiro é sutil e ao ser aplicado fica bem suave, quase imperceptível. O efeito é mate, cobre bem as imperfeições mas de um modo natural, ou seja é ideal para o dia a dia, mas não achei que ele se adapta ao tom da pele.

BB-Cream-Oil-Control-Maybelline-textura

O controle da oleosidade é perfeito, no momento da aplicação já é possível notar que não há necessidade de passar um pó compacto ou translucido para “matificar” e no fim do dia sinto a região “T” nada ou quase nada oleosa.

Comprei o meu numa drogaria por R$ 30,00. Levando em conta o preço de outros BB Creams é possível notar uma diferença pequena de preço mas que é compensada pelos resultados do produto. Este é um produto que indico e que vou comprar novamente assim que o meu acabar (o que não vai demorar muito).

Be the change: Escoliose

O diagnóstico da escoliose é mais comum do que se pode imaginar, chega a estar presente em até 3% da população. A escoliose é uma deformidade em curva (popularmente conhecida como uma curva em formato de “s”) na coluna vertebral e pode ser classificada em diferentes tipos, sendo os mais comuns:

Escoliose Congênita: decorre ou de um problema com a formação dos ossos da coluna vertebral (vértebras) ou de um problema de fusão dos ossos da coluna, podendo ou não estar associado a fusão de costelas durante o desenvolvimento do feto ou do recém nascido. (Dr. Djalma Pereira Mota, Minha vida – Escoliose)

Escoliose Neuromuscular: é causada por problemas neurológicos como paralisia cerebral ou musculares que determinam fraqueza muscular, controle precário dos músculos ou paralisia decorrente de doenças como distrofia muscular, espinha bífida e pólio. (Dr. Djalma Pereira Mota, Minha vida – Escoliose)

Escoliose idiopática: Somente a escoliose idiopática não possui causa conhecida. (Dr. Djalma Pereira Mota, Minha vida – Escoliose)

Algumas pessoas são mais suscetíveis ao problema e alguns fatores são considerados de risco para os médicos:

Idade: um pouco antes da puberdade, ou seja dos 9 aos 15 anos, começam a aparecer os sinais e sintomas.

Sexo: embora ambos os sexos possam vir a ter o problema, sabe-se que as meninas tem mais probabilidade de desenvolver o desvio.

Histórico familiar: é mais comum entre membros de uma mesma família.

Principais sintomas:

– Ombros ou quadris que parecem assimétricos.

– Coluna vertebral encurvada anormalmente para um os lados.

– Eventualmente desconforto muscular.

Diagnóstico:

– Exame físico em busca de sinais de escoliose.

– Raio-X, tomografia computadorizada e até exames de ressonância magnética.

Tratamento:

O tratamento depende da causa da escoliose, do tamanho e da localização da curvatura, além do quanto o paciente ainda crescerá.

Coletes: na medida em que a curvatura se agrava (acima de 25 a 30 graus em crianças que estiverem em fase de crescimento), o uso de órteses é geralmente recomendado para auxiliar a retardar a progressão da curva. (Dr. Djalma Pereira Mota, Minha vida – Escoliose)

Colete para tratamento de escoliose

Colete para tratamento de escoliose

Cirurgia: consiste em corrigir a curva (embora não completamente) e encaixar os ossos dentro dela. Os ossos são fixados no lugar com uma ou duas hastes de metal presas com ganchos e parafusos até que o osso seja recuperado. Às vezes, a cirurgia é feita por meio de um corte nas costas, no abdômen ou abaixo das costelas. Pode ser necessário o uso de uma órtese para estabilizar a coluna vertebral após a operação. (Dr. Djalma Pereira Mota, Minha vida – Escoliose)

Exemplo de correção de escoliose através de cirurgia.

Exemplo de correção de escoliose através de cirurgia.

o-que-tenho-de-torta-tenho-de-feliz

O que tenho de torta, eu tenho de feliz!

Fui diagnosticada aos 14 anos de idade. Fui a um pronto socorro após ter machucado o pé jogando queimada na praia e voltei para casa com um baita problema nas costas, literalmente. O médico identificou meu desvio pelo modo como coloquei meu pé sobre a cadeira, para que ele pudesse examiná-lo. Fizemos exames físico e fui encaminhada a um especialista.

Exame raio-x realizado em novembro de 2014, utilizado para diagnosticar minha escoliose.

Exame raio-x realizado em novembro de 2014, utilizado para diagnosticar minha escoliose.

A escoliose idiopática se confirmou e as coisas, como de praxe, só pioraram: dores, muito desconforto, ligeiro aumento de grau da curvatura e outras doenças. Mas o que mais me choca em todo o meu histórico clínico foi o fato de ter sido abandonada. Nenhum tratamento me foi proposto ou se quer um acompanhamento médico. Talvez se as devidas providências tivessem sido tomadas hoje eu tivesse mais qualidade de vida. Por tanto se você possui qualquer problema na coluna procure tratamentos, nem que sejam alternativos, pois na maioria das vezes quadros podem ser revertidos ao menos melhorados e não existe nada mais importante que a sua saúde.

* Está perdido, não sabe o que é o Be the change? Clique aqui.

Operação Big Hero

É em uma mistura de São Francisco com Tóquio, na São Fransókio, que vivem os irmãos Tadashi e Hiro Harado, órfãos que foram criados pela tia. Ambos são nerds apaixonados por robótica. Tadashi, o mais velho, estuda na mais renomada universidade de tecnologia da cidade e nas horas vagas dedica-se a livrar Hiro, um pequeno gênio que aos 13 anos de idade concluiu os estudos, das confusões que se mete sempre que resolve participar de lutas ilegais de robôs.

Conhecendo o potencial do seu irmão mais novo e também sua aversão por faculdades, Tadashi resolve levá-lo ao seu laboratório e lá Hiro conhece seus colegas e também Baymax, um robô-enfermeiro que reconhece problemas de saúde e psicológicos e faz de tudo para ajudar seu paciente. Mais tarde Hiro, Baymax e seus novos amigos juntam-se para enfrentar um vilão mascarado. A trama tem os elementos certos para prender a atenção de crianças e adultos através de cenas de ação e humor.

Foi a primeira vez que assisti uma animação no cinema, por tanto me deparei com muita risada e cochichos durante quase todo o filme. Mesmo assim a experiência foi muito válida. 

Sou apaixonada por desenhos, nunca perco oportunidade de assistir novamente Procurando Nemo, Frozen, Enrolados e etc. Operação Big Hero é com certeza meu mais novo desenho preferido. Prepare-se para lições sobre amizade, perdas e amor, cenas repletas de muita fofura e claro muita gargalhada.

Loção firmadora Q10 Plus – Nivea

Fui enfeitiçada pelos poderes do Nivea Q10 quando vi um comercial num canal da TV aberta. Venhamos e convenhamos, quem não quer cochas e glúteos durinhos?! Se você está acompanhando o projeto “Be the change” sabe que por enquanto, friso, por enquanto, não posso fazer musculação, e quando vi num creme a possibilidade de qualquer resultado semelhante não pensei duas vezes e sai numa caçada, cujo objetivo era: encontrar a loção e ter uma pele mais firme.

Não foi necessário procurar muito, encontrei numa perfumaria, e fiquei surpresa com o preço acessível, aproximadamente R$ 25,00. Comprei, estou usando há um mês e vim contar os resultados para vocês.

O que o produto promete?

Você quer uma pele mais firme e hidratada todos os dias?

A nova fórmula da loção Q10 Plus agora contém o avançado “energy complex” enriquecido com coenzima Q10, creatina e L-Carnitina que juntos estimulam a renovação celular e transformam gordura em energia, ajudando a reduzir a gordura localizada*.

– Melhora visivelmente a firmeza da pele em apenas duas semanas.

– Hidrata intensamente e ajuda a prevenir a flacidez.

*Teste in vritro

O Q10 promete resultados após duas semanas de uso, é indicado para todos os tipos de pele e não deve ser usado no rosto.

textura-locao-firmadora-q10-plus-nivea

O que achei do produto?

A loção possui uma textura leve, ou seja, é fácil de espalhar e o cheiro é muito gostoso. Todos os dias antes de dormir passava o produto nos glúteos e na cocha, locais onde me incomodo com a flacidez da pele. Mas ele também pode ser usado em outros partes do corpo como barriga e braços. Apesar da textura me incomodei com a absorção, acredito que principalmente por causa das temperaturas altas, senti a pele com aquele aspecto grudento, que me incomoda muito.

Eu, assim como outras blogueiras que testaram o produto, não notei qualquer diferença, nem que sutil, na firmeza da minha pele. Mas algo me surpreendeu e muito: o poder da hidratação. Eu nunca havia utilizado cremes para o corpo mas agora não consigo dormir sem usá-lo pois sinto minha pele macia e visivelmente mais bonita, muito mais bonita!

Vou concluir minha opinião citando a pessoa com mais discernimento que conheço, meu namorado:

Nenhum creme pode substituir uma alimentação saudável e uma rotina de treino. As mulheres se dividem em duas categorias: as que treinam pesado e oferecem todo mérito ao “creme que deixa a pele mais firme” e as que não treinam e realmente acham que um creme pode substituir alimentação correta e musculação.

Após essa experiência, notei o quanto estou desesperada por um corpo mais bonito, e isso me preocupou, por que é exatamente assim que mulheres que se sujeitam a injetar hidrogel no corpo e tantas outras intervenções malucas, se sentem. Devemos abandonar a ideia de que ter um corpo bonito não exige esforço, infelizmente ou felizmente teremos que deixar de lado a pizza do final de semana e suar muito a camisa para alcançar o tão sonhado “corpo perfeito”.

Vou viajar: como arrumar a mala de viagem?

Moro em uma cidade litorânea e na virada de ano, como de costume, todos enfrentam horas e horas de congestionamento para passar alguns dias na praia e ver a queima de fogos, com os pés na areia ou no mar, espremidos numa multidão vestida de branco. Felizmente no primeiro dia de 2015 estarei respirando novos ares, ainda que não seja dos melhores, na selva de pedra.

Por uma questão óbvia, trânsito, resolvemos que eu irei subir ao invés dele (meu namorado) descer, ainda não decidimos onde iremos passar mas temos opções que variam entre Paulista e casa de parentes. Como irei ficar cinco dias em São Paulo e sou desorganizada e propensa a esquecer TUDO, resolvi procurar dicas de como arrumar a mala, como sempre encontrei informações valiosas e decidi compartilhar com vocês.

O que levar?

Alguns itens de extrema importância são esquecidos caso a arrumação da mala não seja organizada, como: pinça, carregador do celular ou protetor labial. Pensando nisso me inspirei em alguns outros checklists para montar uma lista de itens que você não pode esquecer. Em formato PDF, você pode utilizá-la de duas formas: consultando num celular ou computador ou imprimir. Caso você queira acessar o arquivo clique aqui.

Como organizar?

Sempre tive dificuldade para arrumar malas. Sou daquelas que não consegue fazer todas as roupas caberem mesmo que não sejam muitas peças. Pensando nisso busquei algumas dicas que deram certo:

1. Primeiro as calças: coloque estas peças esticadas no fundo da mala com as pernas para fora. Depois de colocar tudo, dobre as pernas da calça por cima das outras roupas.

2. Depois, coloque bermudas e shorts

3. Na sequência, coloque os vestidos. “Eles devem ser dobrados o mínimo possível e colocados esticados, com parte da roupa para fora da mala (assim como foi feito com as calças)”, destaca a personal organizer.

4. Camisetas devem ser dobradas como de costume – aquela dobra tradicional – e depois enroladas. “Estas peças podem ser colocadas nos cantos e espaços vazios da mala”, diz Claudia.

5. Roupas íntimas devem ser colocadas em sacos (que podem ser aqueles de TNT), para facilitar na hora de encontrá-las.

6. Os sapatos podem ser colocados em sacos individuais de TNT, sacos tipo Zip (se forem sapatos de número pequeno) ou até mesmo em toucas de banho descartáveis (para proteger a sola do sapato). “Eles podem ser acondicionados em compartimento separado na mala ou, se tiverem protegidos, colocados mesmo junto às roupas, de preferência nos cantos da mala”, explica Claudia.

7. Os produtos de higiene pessoal, cosméticos, remédios e maquiagem devem ser colocados em uma frasqueira. “Mas, se não quiser ou não tiver uma frasqueira, a dica é acondicionar estes produtos em saquinhos separados por tipos (higiene/cosméticos/ remédios/ maquiagem) e distribuir nos espaços vazios. Produtos líquidos que podem vazar na mala devem ser colocados em sacos plásticos. Aqueles tipo ZIP são ótimos”, destaca Claudia Moura.

8. Deixe o pijama e as roupas íntimas fáceis de pegar, assim você não precisa desfazer a mala toda depois de uma viagem longa. “Você pode deixar para fazer isto depois de descansar”, diz a personal organizer.

9. Por fim, não se esqueça de levar, no fundo da mala, um saco grande para trazer as roupas sujas separadas das roupas limpas.

(Como arrumar uma mala de viagem – Dicas de mulher)

Passar cinco dias numa cidade repleta de possibilidades exige precaução. Por isso, por mas que eu vá passar apenas alguns dias preferi levar itens que possam ser usados em diversas ocasiões:calça jeans e legging, vestido, tênis, rasteirinha e salto alto. Dessa forma estarei pronta para qualquer “parada”. Mas também é importante ter o bom censo de não abarrotar a mala pois isso tratá peso e dificuldade para encontrar qualquer coisa. Espero que as dicas possam lhes ajudar, que vocês tenham uma virada de ano maravilhosa e que 2015 chegue repleto de boas novidades.

10 coisas que os brasileiros não querem repetir em 2015

O tão esperando dia 1 de janeiro de 2015 está cada vez mais próximo, junto a comemoração nasce também o desejo do recomeço e as promessas de um ano melhor. Em parceria com a SurveyMonkey, Catraca Livre fez um levantamento com internautas brasileiros para saber o que eles não querem repetir em 2015:

10-coisas-que-os-brasileiros-nao-querem-repetir-em-2015

Traçar metas para o próximo ano pode parecer clichê e inútil mas na verdade é algo importante para o crescimento pessoal e profissional. Através delas teremos objetivos e poderemos canalizar nossa energia em propósitos reais, evitando desperdício de tempo. Criar uma listagem para 2015 é ainda mais importante caso você tenha pensado ou verbalizado a seguinte frase: “o ano acabou e eu não fiz absolutamente nada”.

As 10 coisas que os brasileiros não querem repetir em 2015 são bem genéricas, mas pontos como fazer exercícios ou guardar dinheiro podem ser cruciais para uma melhor qualidade de vida e futuro. Adicione coisas pessoais a lista, não importa se o item fará parte da categoria “quero conquistar” ou “não repetir”. O importante é que você realmente lute para que o ano que vem seja realmente um ano melhor!

Melhores estreias de 2014

Não sou cinófila igual ao Rodrigo do Discutindo Cinema, nem tenho objetivo de transformar o Curioso Paradoxo em um Omelete “da vida”, mas como pago minhas contas e sou maior de idade sinto-me no direito de eleger os melhores filmes de 2014:

Fui ao cinema muitas vezes esse ano, assisti ótimos filmes e me decepcionei com alguns. Pensando nas pessoas que não tiveram tantas oportunidades e que ainda não viram todos os filmes fiz esse ranking com o intuito também de suprir a falta de tempo de resenhar cada um deles. Como vocês podem notar considerei Interestelar a melhor estréia de 2014 e estou curiosa para saber o que cada um de vocês elegeu como favorito.

O que as crianças querem de verdade no Natal?

Quando o final do ano se aproxima, o comércio nos avisa sobre a proximidade do Natal. Desde novembro o “bom velhinho” se faz presente nas vitrines e comerciais de TV antes mesmo das decorações residenciais. São muito os itens essenciais para um natal feliz: decorações, comida farta e cara, presentes e roupa nova. Em meio ao consumismo esquecemos o verdadeiro significado do Natal: união, solidariedade e família reunida.

Diante desde cenário você já parou para pensar o que as crianças realmente querem neste Natal? A IKEA, marca de artigos para casa, convidou 10 famílias da Espanha para que seus filhos pequenos pudessem escrever uma quarta para os Reis Magos (em determinados locais as pessoas acreditam nos Reis Magos, não no Papai Noel) dizendo o que eles gostariam de ganhar de presente e outra para seus pais com o mesmo objetivo, escrever o que queriam ganhar deles. O resultado vai te tocar profundamente:

Pais e mães passam horas trabalhando, distantes do lar, com o objetivo de ter mais recursos para poder presentear e proporcionar um futuro melhor aos seus filhos mas se esquecem de que o playstation, o tablet ou o carrinho de controle remoto podem e devem ser substituídos por mais tempo compartilhado, carinho e atenção. Crianças sabem o real significado do Natal, nós adultos esquecemos devido a correria do dia a dia, mas é sempre tempo de relembrar. Após essa linda mensagem gostaria de desejar a vocês um ótimo Natal repleto do verdadeiro espirito natalino.

Ainda que se percam outras coisas ao longo dos anos, mantenhamos o Natal como algo brilhante.…. Regressemos a nossa fé infantil.
Grace Noll Crowell

Violência doméstica: entender para combater

Este ano a Avon em parceria com a empresa de pesquisas Data Popular e com consultoria do Instituto Noos publicou uma pesquisa com o intuito de não só informar e entender a complexidade, mas também dar apoio a projetos que combatam a da violência doméstica na nossa sociedade.

O levantamento teve como único foco ouvir os homens e conhecer a cultura e a mentalidade da maioria que ainda acredita na dominação de um gênero sobre o outro. As mulheres são as maiores vitimas da cultura machista, que apesar de enfraquecida ainda persiste, como pode ser visto através dos dados obtidos:

Assédio

– 78% das jovens entrevistadas relatam já ter sofrido algum tipo de assédio como cantada ofensiva, abordagem violenta na balada e ser beijada à força. Três em cada dez garotas dizem ter sido assediadas fisicamente no transporte público.

Namoros

– No relacionamento entre os jovens aparecem com frequência ações de controle e violência contra as garotas: 53% delas dizem que já tiveram o celular vasculhado, e 40% que o parceiro controla o que fazem, onde e com quem estão. 35% relatam que foram xingadas pelo namorado; 33%, impedidas de usar determinada roupa.

Sexo

– Entre as mulheres, 9% contam que já foram obrigadas a fazer sexo quando não estavam com vontade, e 37% que já tiveram relação sexual sem camisinha por insistência do parceiro.

Internet

– As redes sociais se mostram como um meio de controle dentro dos namoros: 32% das jovens relatam que tiveram de excluir algum amigo do Facebook a pedido do parceiro, 30% dizem que tiveram e-mail ou perfil de rede social invadido pelo namorado e 28% afirmam que foram proibidas de conversar com amigos virtualmente.

– 15% das jovens dizem que foram obrigadas a revelar para os namorados suas senhas de e-mail e Facebook, e 2% que receberam ameaça de cibervingança – a divulgação de fotos ou vídeos íntimos.

Machismo

– Mais mulheres (42% delas) do que homens (41% deles) disseram concordar que uma garota deve ficar com poucos homens. E muitos garotos (43%) ainda veem diferença entre mulheres para “namorar” e “para ficar” – aquelas que têm relações com muitos homens não são para namorar. Entre as mulheres, 34% pensam o mesmo.

– Enquanto 30% dos homens dizem que a mulher que usa decote e saia curta está se oferecendo, apenas 20% das mulheres concordam com essa afirmação.

Dentro deste ambiente propicio para a violência é que surgem os agressores, e por conta disso contabilizamos 4,4 assassinatos a cada 100 mil mulheres, ou seja o Brasil ocupada a vergonhosa posição de 7º lugar entre países que possuem o maior número de mulheres mortas.

Diante deste cenário o que pode ser feito? Identifique o abuso; Pare de pensar que o erro está em você; Entenda, de uma vez por todas, que a coisa só vai piorar; Acredite que você pode seguir sozinha;Peça ajuda! As únicas responsáveis por erradicar o machismo numa sociedade que acredita na desigualdade dos sexos e que julga uma mulher pelo modo como ela se veste, somos nós, mulheres.

Projeto: Be the change.

Um terço da população brasileira, ou seja 54 milhões de pessoas, possuem algum problema na coluna. Eu sou parte importante dessa estatística.

Há aproximadamente oito anos descobri uma deformidade na coluna que além de me proporcionar doses diárias de dores e desconforto acarretaria uma série de outros problemas.Hoje, com 21 anos de idade sofro as consequência da ausência de tratamentos e do sedentarismo.

“Be the change” é um projeto criado por mim, que recebeu um enorme incentivo do meu namorado, que enxerga através dele a possibilidade de ajudar pessoas que compartilham os mesmos problemas que eu. Durante cinco semanas seguidas você irá conhecer minhas doenças e de que forma irei tratá-las. Posteriormente será um projeto mensal visando demostrar minha evolução através de relatos e fotos.

Gostaria de enfatizar que não possuo quaisquer formação médica e que meu intuito é de somente orientá-los. Meu tratamento será realizado por uma fisioterapeuta e sempre vou lhes aconselhar a buscar ajuda médica independente da questão ou problema. Minhas expectativas são: alcançar uma significativa melhora através da terapia e instruir e inspirar pessoas a buscar suas próprias mudanças.