Uma dose de autoestima, por favor

Nós mulheres sabemos bem o que é ter constantes crises de autoestima. Você pode ser a mulher mais bem resolvida e bonita do mundo, mas sempre, sempre mesmo, alguma coisa vai te incomodar. Pode ser a amiga bonitona do seu namorado, uma pinta que você detesta ou o fato de ter seios pequenos. Somo assim, focamos nos defeitos e esquecemos das qualidades.

E se você, assim como eu, é picada toda mês pelo bichinho da TPM sabe o que é mensalmente cismar com o cabelo que aparentemente está rebelde e com todas as roupas do seu armário que coincidentemente não te deixam bonita.

Mas tirando os fatores naturais e hormonais, nós sofremos diariamente com uma sociedade que impõe como devemos nos vestir e comportar para sermos consideradas bonitas e interessantes. Hora tivemos que ser cheias de curvas, depois muito magras, com cabelo cacheado, com cabelo liso chapado e atualmente para sermos gostosas temos que comer muito frango com batata doce e malhar pesado todos os dias da semana.

Em resumo li essa semana um post do Thales Basso que me comoveu e me inspirou a escrever esse texto. Afinal você pode ter as melhores amigas do mundo, que sempre negam que aquela gordurinha que você insisti que existe na verdade é uma invenção da sua imaginação, mas ouvir um homem falando sobre o que realmente é a beleza feminina é reconfortante.

“Óbvio, quem te acha bonita vai achar bonita sempre, sem ou com maquiagem (sem exageros), e não posso ser hipócrita e dizer o contrario. Mas eu levanto aqui a minha bandeira de que toda mulher já é naturalmente bela e precisa entender de fato isso, seja ela branca, negra ou ruiva. Que a melhor maquiagem ou tratamento de beleza pra uma mulher é se amar, é a autoestima. Uma mulher que se ama irradia beleza natural e encanta qualquer um por onde passa. (Naturalmente Bela – Thales Basso)”

Esse é apenas um trecho de um texto que frisa o quanto a naturalidade de uma mulher pode ser afrodisíaca. Sabe aquelas horas em frente ao espelho caprichando na maquiagem, no cabelo e naquele look que custou muito caro? Substitua por uma dose de autoestima. É isso mesmo, este é o segredo de uma bela mulher. Mas vamos com calma, não estou dizendo que você deve deixar de arrumar o cabelo ou tirar a sobrancelha, não é isso, apenas se aceite como é. A receita para aqueles dias em que aquela calça jeans não fica tão bonita é se olhar no espeço e procurar suas melhores características. Eu aposto que você tem um olhar bonito, lábios sedutores ou aquelas sardinhas que estão na moda. Foque neles, os detalhes compensam o todo.

E por último vá a academia por que se importa com sua saúde e corpo, use batom vermelho por que te deixa mais bonita, faça progressiva por causa da praticidade ou por que adora cabelo liso, mas nunca, em hipótese alguma, faça qualquer coisa imaginando o que as pessoas vão pensar. Quando amamos nosso bumbum pequeno e nosso nariz batatinha nos tornamos mulheres mais felizes e você há de concordar que a curva mais bonita de uma mulher é o sorriso.

sorriso-na-cara

Anúncios

14 comentários sobre “Uma dose de autoestima, por favor

  1. Marina Pereira disse:

    Ei!

    Muito interessante seu texto, Raíne! É muito bacana sempre partir da premissa que nós, mulheres, somos assim desde quando nos entendemos desse sexo. Eva comeu o fruto proibido e foi castigada de várias formas e, pasme, entre elas, a insegurança! A insegurança se deu por querer Adão sempre por perto e se sentir horrível quando não era possível isso.

    Querer se sentir amada já é, por si só, um ato de baixa autoestima. Como se o amor próprio não bastasse.

    Enfim, não quero bancar a fia independente em relacionamentos nem nada, mas isso é natural e acho que quanto mais tentarmos combater essa insegurança, mais criamos! O segredo não é se sentir Barbie, mas se aceitar como Polly.

    Beijo!

    Marina
    espelhoepassarela.com

    Curtir

    • Raíne Santana disse:

      Amei sua frase por que é perfeito “Segredo não é se sentir Barbie, mas se aceitar como Polly.”. Mulheres inseguras são uma chatice. Homens não gostam de precisar ficar respondendo o tempo todo se estamos ou não gordas e devemos entender isso de uma vez por todas. Amei sua visita e seu comentário, um beijos.

      Curtir

  2. Bia disse:

    Você escreve muito bem, adorei o seu texto 🙂 Sabe que estava pensando nisso esses dias porque lembrei que quando eu tinha 13 anos, detestava o meu nariz. E fiquei detestando até os 18, 19 anos. Hoje eu gosto dele, de verdade, e não mudaria nada.

    Por isso que temos que nos amar mesmo, tudo fica mais bonito. Sem contar que hoje vejo que a beleza está nos detalhes que nos fazem diferentes dos outros.

    Beijo!

    PS: esse post deve ficar nos melhores do mês do “Blogs que interagem”, hein? 😀

    Curtir

    • Raíne Santana disse:

      Bia, como você pode não gostar do seu nariz, ele é lindo! Não vou dizer que sou a mulher mais confiante do mundo por que tenho minhas paranoias mas hoje em dia eu me aceito muito mais do que quando era adolescente, e acho que através dessa mudança de pensamento pude me tornar uma mulher mais bonita.
      Concordo com você, os detalhes nos fazem diferentes e único, sem mais!
      Obrigada pelo carinho, mil beijos

      Curtir

      • Bia disse:

        Obrigada pelo elogio! Mas isso do nariz, foi coisa de “brincadeira” com amiguinhos e primos: eles sempre me desenhavam com o nariz enoorme, ahaha! Mas ainda bem que nós crescemos e passamos a ter mais confiança.

        Beijo!

        Curtido por 1 pessoa

  3. Jacqueline Sohari disse:

    ótimo texto. Realmente tem dias que acordamos mal pakas e o melhor seria simplesmente aceitarmos que não estamos legal, mas ainda sim botar um sorriso na cara e tentar melhorar esse dia.
    Somos perfeitas como somos, independente da opinião dos outros ou da forma fisica e etc das outras mulheres.
    Precisamos nos valorizar.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Kelly Mathies disse:

    Arrasou. Eu custei para aprender isso, e a me desapegar das críticas desnecessárias. É uma coisa complicada que acaba marcando, mesmo sutilmente. De maneira alguma vou dizer que sou perfeita, mas o que importa está aqui, eu sou dessa forma e tenho que me acostumar com isso. Assim como todo mundo. Belo texto.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Ana Paula Lima disse:

    Lindo texto Raíne .. realmente autoestima é tudo. Eu demorei pra conseguir minha dose e hoje batalho diariamente para nunca me abater pelo mosquito da insegurança. Não sou perfeita, mas amo cada defeito meu e querendo ou não, muitos deles fazem parte do meu ser e me fazem única.
    Bjs

    Curtir

  6. Aline Viana disse:

    Oi, Raíne!!
    Adorei o texto. É muito verdade isso: aceitação é a base da autoestima e da felicidade consigo mesma. E é uma coisa que vem de dentro, não de fora. Não há nada que você possa fazer pra se sentir bonita e bem resolvida senão se aceitar. Espero que muitas mulheres possam ler esse texto e colocá-lo em prática! 🙂
    Um beijo,
    Aline Viana.

    http://www.belezatemaver.com.br

    Curtir

    • Raíne Santana disse:

      Aline, também espero que as mulheres que leiam esse texto sejam tão positivas em relação a essa “ideologia de vida” quanto você e as outras meninas que comentaram esse post. Vamos todas sermos felizes e lindas.
      Um beijo ❤

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s